Pesquisa

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
8
6
5
 

Página Inicial > Recreativo >

imprimir
Carnaval de 2024
Em Sesimbra

Por razões logísticas de trânsito na vila, os horários apertaram; daí, um pouco mais veloz no andamento. Claro que a estratégica “paragem técnica” não foi esquecida.
Na chegada, o bom tempo fez as honras. Assim como o Sana Sesimbra Hotel – na marginal com o mar de frente, é um espanto! – para onde as bagagens viajaram... de táxi!; os foliões, a pé (quem quis).

Nem deu tempo para ver o alojamento – debandada, no bom sentido, para o almoço no Canhão II.

Já compostos do repasto (filetes de peixe-espada), voltámos ao hotel para acomodação. Diga-se: boa nota!

A tarde, livre, destinava passeio e desfile do grupo feminino Tripa-Mijona!!
Acontece que o tempo mudou e o sol não voltou. A chuva de mansinho atacou. O pessoal abrigou-se e o Tripa-Mijona acelerou. Foi rápida a passagem.

A noite prometia: jantar e baile, com conjunto musical. A temática não tinha concurso de máscaras, mas elas apareceram... e bastantes! A alegria e a música a todos contagiaram. Pela meia-noite, fomos brindados com a presença das trupes de Carnaval de Sesimbra.

Já madrugada, alguns partiram directos ao merecido repouso; outros, pela porta fora para assistir ao ambiente festivo que invadia toda a marginal. A noite estava esplêndida!

No domingo, a manhã deu para escolher: descanso ou passeio. Também deu para receber a triste notícia: o desfile das escolas de samba foi adiado! Motivo: estava previsto mau tempo durante a tarde.

Não perdemos o apetite – daí, novamente, no Canhão II (cataplana de peixe).
A tarde permitiu passeio à volta da vila, apreciar: as suas ruas estreitas; toda a marginal, com a Fortaleza de Santiago sobranceira ao mar, com uma vista maravilhosa, mural alusivo ao pescador, personagem presente em tudo o que move Sesimbra.

Ficaram por visitar: o castelo, o Museu Marítimo e outros, por estar encerrado ou longe. Neste deambular pela vila, a chuva não apareceu. Vem à memória o desfile suspenso; só que a meio da tarde chegou a chuva e... vai de recolher ao hotel.

Passa o tempo e vem a hora de jantar. Lá vamos para o Canhão. Desta vez serviu polvo. Podemos dizer que em Sesimbra a alimentação foi saudável! Somente, na noite de sábado, no hotel, saiu da linha.

Chegou a 2.ª feira, com bom tempo! O Grupo Desportivo, de malas aviadas para Setúbal, onde pernoitava.

A saída impunha visitas à Quinta da Bacalhôa, Palácio e Museu. Após este banho de cultura e... prova de vinhos, rumámos ao inevitável almoço. Aterrámos no Manjar do Norte!!; especialidade: leitão! Não se olhou para trás, nem para o lado. Encheu-se a barriguinha.

Resolvida esta “empreitada”, a viagem seguiu para o seu destino. Aportámos no Hotel Luna (nada que ver com o Sana Hotel). Alojados. Viva o descanso!
À noite, como se tem de jantar, seguimos para o Bombordo, restaurante que serviu bacalhau assado na brasa. Boa!

Depois, uma volta leve para a digestão e... cama.

O dia seguinte foi de regresso ao ponto de partida. Como havia tempo livre até à hora de saída, aproveitámos para visitar o Mercado de Setúbal. Apreciámos peixe de tamanho, peso e nome que se desconhecia. Mais uma informação cultural sobre o pescado.

Neste espaço, tomámos conhecimento de que no dia anterior saiu o cortejo de “fantasias de palhaços”. Considerado um dos mais importantes momentos do Carnaval de Sesimbra, chega a reunir 4000 participantes. Teve o seu início no ano de 1999. Ficámos de queixo caído. E mais: na tarde de 3.ª feira (dia do regresso), saía o desfile que a chuva não deixou ver no domingo! Paciência.

Chegou a hora da partida. Adeus, Setúbal.
Pelo caminho, fomos ter a Aguada de Cima. Hora de almoço. Onde? Vidal, com o seu famoso leitão!
Então, já compostos, disparámos em direcção ao Porto, para recolher ao aconchego do lar.

À chegada, as despedidas da praxe e a célebre máxima: «Até à próxima.»

Por José Vieira, 21-04-2024




Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos