Revista Impressos Quero ser Sócio Área Pessoal Galeria Biblioteca Pesquisa Newsletter

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
 

Página Inicial > Recreativo >

imprimir
O Contabilista
Informação contabilística e financeira fiável e consistente

A minha ligação ao Grupo Desportivo começou no ano de 2001, como vogal do Conselho Fiscal.

Dada a crescente exigência da AT – Autoridade Tributária no que se referia ao envio de informações e declarações fiscais, foi decidido alterar o regime contabilístico, uma vez que o existente não respondia de forma eficaz ao que era pedido.

Nessa perspectiva, em 2003, a Direcção convidou-me a refazer a contabilidade, o que aceitei de bom grado, não só pela ligação ao Grupo Desportivo, mas também pelo gosto da profissão, e passei a elaborar a contabilidade com base no POC – Plano Oficial de Contabilidade – relativa à DRN e cá continuo, com muito gosto e dedicação, enquanto for útil, capaz e me “aturarem”.

Pelo facto de haver duas Direcções (Norte e Sul) a contabilidade é elaborada por Direcção.

A reformulação obrigou à alteração de hábitos e rotinas, nada que não fosse ultrapassado com a ajuda e colaboração da Direcção e dos serviços administrativos.

Modéstia à parte acho que, em conjunto, fizemos um bom trabalho, passando o Grupo Desportivo a ter uma informação contabilística e financeira fiável e consistente, que se mantém.

Entretanto, nova reforma fiscal obrigou as empresas portuguesas a adoptar normas contabilísticas adaptadas a cada tipo de empresa.

As instituições do sector não lucrativo (ESNL), onde se inclui o Grupo Desportivo, foram incluídas na normalização contabilística através do Decreto-Lei n.º 36-A/2011, de 9 de Março.

Este decreto-lei visa a criação de regras contabilísticas próprias aplicáveis às ESNL justificadas pela disseminação destas entidades e pelo papel e pelo peso que desempenham na economia, exigindo transparência relativamente às actividades que realizam e aos recursos que utilizam, nomeadamente através da obrigação de prestarem informação fidedigna sobre a gestão dos recursos que lhes são confiados, bem como sobre os resultados alcançados no desenvolvimento das suas actividades.

É missão do contabilista do Grupo Desportivo aplicar estas normas, com rigor e transparência, de forma a cumprir os objetivos de reconhecimento, registo e mensuração, e assim assegurar que as demonstrações financeiras expressem de forma verdadeira, em todos os aspectos materialmente relevantes, a posição financeira do Grupo Desportivo.

A todos os associados desejo as maiores felicidades, e sobretudo saúde nesta fase tão conturbada que o País atravessa.

Por António Ferreira, 7-05-2021




Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos