Secretaria   Galeria   Biblioteca   Pesquisa   Contactos
 
ApresentaçãoSobre nósRevistaImpressosAdmissão de Sócio Newsletters

Recreativo
Calendário
Cultura
Desporto
Férias e Viagens
Parceiros
Vida Associativa
 

Página Inicial > Recreativo >

imprimir
Reformados no Alentejo
O bom convívio entre todos os passeantes

Manhã cedo, “zarpámos” da cidade do Porto, num lindo e aprazível dia de Verão, a caminho do Alentejo.

Em Alcácer do Sal foi o início da visita programada, e desde as ruínas de várias épocas, a imponentes castelos, monumentos religiosos de vários estilos, etc., de tudo o Alentejo tem um pouco, deixando muitos de nós boquiabertos, não só pela beleza, mas também pelo desconhecimento da existência de tanta riqueza.

É pena que no tocante à paisagem, e como diz a canção: «Alentejo terra farta/ Toda coberta de pão…» já não seja tanto assim. O “pão” alentejano está a ser substituído por plantações de oliveiras, pinheiros, amendoeiras e outras modernices.

É devido um destaque também para o passeio de barco no Guadiana, que só pecou por ser curto, mas foi bom.

Quanto à comida, bem…, alguns vieram de lá com mais uns quilitos.

Com um adeus a Mértola, arrancámos para o outro lado do Alentejo, na costa atlântica. Aqui, Santo André e Porto Covo, o vento que se fez sentir, impossibilitou uma visita mais pormenorizada.

Não se pode dizer que tudo tenha sido excelente e corrido às mil maravilhas, não somos perfeitos, mas, no cômputo geral o bom supera o menos bom, e ficamos desde já à espera de um novo Convívio de Reformados, que para isso estamos cá nós.

Falta realçar a camaradagem e o bom convívio entre todos os passeantes.

Por Antero Duarte, 2-11-2019




Politica de Privacidade Secretaria Biblioteca Contactos