Revista Impressos Quero ser Sócio Área Pessoal Galeria Biblioteca Pesquisa Newsletter

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
 

Página Inicial > Recreativo >

imprimir
E “Moisés” abriu as portas do Sado
OS golfinhos visitaram-nos por 2 vezes.

A manhã começou com um nevoeiro sebastiânico, de cortar à faca. Já em Setúbal, o grupo foi confrontado com o cancelamento da viagem.

Resignados, preparávamo-nos para regressar a Lisboa, quando uma chamada da Vertigem Azul nos renovou a expectativa. O Sado estava visível. Viva Setembro!

A viagem faz-se a bordo do veleiro catamarã Esperança, e Esperança é também o nome de um dos roazes (espécie de golfinho) que observámos passada meia hora de passeio. Vimos o Moisés e também o Tongas, o Cocas e algumas crias. Todos têm nome, mas nenhum tem dono. São do Sado, são do mar…

Ver golfinhos em condições naturais, como neste passeio de três horas, é uma questão de sorte.

Quem embarcou no domingo anterior, por exemplo, só conseguiu ver um golfinho solitário, ao fim de uma longa espera. Nós conseguimos ver vários, e por duas vezes durante o passeio! Mais de uma dezena de roazes saltaram, bateram com o lombo na água e até acompanharam o barco.

Actualmente são cerca de 25 os golfinhos que vivem no estuário do Sado, entre o porto de Setúbal, Tróia e o mar ao largo da Comporta. Todos marcaram presença e festejaram connosco o auspicioso mês de Setembro!

Por Pedro Ferreira, 09-11-2012





Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos