Secretaria   Galeria   Biblioteca   Pesquisa   Contactos
 
ApresentaçãoSobre nósRevistaImpressosAdmissão de Sócio Newsletters

Recreativo
Calendário
Cultura
Desporto
Férias e Viagens
Parceiros
Vida Associativa
 

Página Inicial > Desporto >

imprimir
Até Sempre, Companheiro
Deixou um amigo em cada um de nós.

Desde o passado 4 de Junho, que o Jorge Francisco não está entre nós. Após uma prolongada luta que travou com a doença, sempre de forma corajosa e digna, não resistiu mais. Com a sua forma cordial de conviver, deixou um amigo em cada um de nós.

Era dos que estavam sempre presente, com um entusiasmo e empenhamento contagiante. A ele deve o nosso Grupo muitos dos momentos vitoriosos que alcançámos.

Nesta altura, nada melhor do que recordar um dos seus feitos, com o texto publicado há alguns anos no “Associativo”.

Uma carpa do outro mundo

"Perto do final de mais uma jornada do campeonato Interno de rio, pescávamos na Barragem do Maranhão, quando, de repente, eis que o Jorge Francisco teve um toque aparentemente igual a tantos outros que já sentira, só que desta vez algo era diferente.

Puxas tu, puxo eu, e assim se passou cerca de meia hora, em que por um lado o peixe esgotou todas as forças e por outro a resistência e paciência do pescador, assim como a solidez do material foram postos duramente à prova.

Por fim, com muito esforço, o pescador lá conseguiu levar a melhor e finalmente foi possível observar o magnífico peixe. Era uma carpa comum, em plena forma física e com o peso de 4.020 kg.

Exemplares destes são difíceis de capturar sobretudo durante concursos, em que o material utilizado visa a captura de peixes de tamanho muito inferior. Ao atingirem uma certa idade estes peixes tornam-se cautelosos e desconfiados, mantendo-se afastados das margens, o que dá um brilho muito especial a esta captura.

O Jorge Francisco fica agora detentor do recorde do maior peixe pescado em água doce durante os campeonatos internos do Grupo Desportivo.

Parabéns ao Pescador e já agora, também ao peixe, que após a pesagem e os olhares curiosos de todos os presentes foi cuidadosamente devolvido à água e poderá fazer no futuro a alegria de outros pescadores."

Por José Duarte, 6-06-2010




Politica de Privacidade Secretaria Biblioteca Contactos