Revista Impressos Quero ser Sócio Área Pessoal Galeria Biblioteca Pesquisa Newsletter

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
 

Página Inicial > Desportivo >

imprimir
Pode o Céu ser tão longe?
Já estamos na Final Nacional do Interbancário

Passavam poucos minutos das 11 horas, quando no passado dia 28 de Abril, a nossa equipa se apresentou no Pavilhão Municipal da escola 2 + 3 da Costa da Caparica.

A história dizia que a equipa adversária - Team Foot Activobank, era claramente favorita, uma equipa que joga muito e está há muito tempo junta.

Apesar disso, era possível observar a confiança e a vontade, espelhada no rosto dos nossos rapazes, em alterar o rumo da história.

Sabemos que a nossa equipa tem valor para ganhar aos melhores e o jogo demonstrou isso mesmo; batemo-nos do primeiro até ao último segundo.
Sabíamos do poderio e da consistência dos adversários, mas temos consciência, que mesmo sendo uma equipa jovem, que muito ainda pode crescer, podíamos transformar essa juventude e irreverência na nossa principal arma.

E foi exactamente isso que aconteceu, quando ainda na 1ª parte o Tiago abriu o marcador.

Num jogo muito equilibrado, o Team Foot, igualou pouco depois.
Foi já na 2ª parte que me lembrei da canção do Pedro Abrunhosa "Pode o céu ser tão longe", quando num ápice o BPI se viu a ganhar por 3-1, com os golos de Pena Pinto, primeiro e André logo de seguida, faltavam pouco mais de 4 minutos para terminar a partida.

E de repente
Um mar sozinho,
Ninguém na margem
Ninguém no caminho,

Era exactamente assim que nos sentíamos, sem ninguém que se conseguisse atravessar no nosso caminho. Estávamos a ganhar e a controlar.

Mas numa jogada muito trabalhada e fruto de muita experiência o nosso adversário conseguiu reduzir para 3-2 e bem perto do fim empatou o jogo a 3 bolas.

No tempo extra do prolongamento previsto para estas situações, o Team Foot adiantou-se no marcador, pela 1ª vez fazendo o 4-3, para que o nosso Pena Pinto, empatasse pouco depois, perto demais do final, para que pudéssemos voltar a sonhar com o empate.

Vimo-nos a perder pela 2ª vez agora a menos de 1 minuto do final da partida que prometeu muito, mas ofereceu um pouco menos.

Termino esta minha crónica trazendo novamente à baila palavras do Pedro Abrunhosa, sempre na mesma canção:

É tão longe,
Tão longe.
Pode o céu ser tão longe?

Claro que é longe, mas nós vamos lá chegar. Este ano estivemos perto.
Além disso, a história não acaba aqui.

A nossa equipa, conseguiu o apuramento para a Final Nacional que vai acontecer já no fim de semana de 8 a 10 Junho, em Penamacor.

O conjunto de jogos disputados neste percurso, dá-nos garantias de um futuro risonho para esta equipa, que neste torneio tão bem representou as cores do Grupo Desportivo.

Para eles os nossos, aplausos e merecidos parabéns.

Por Rui Duque, 29-04-2013





Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos