Pesquisa

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
9
0
7
 

Página Inicial > Desportivo >

imprimir
Maratona BTT de Alpiarça
As pedras, a areia e a água fria não intimidaram os nossos atletas

Com uma pontualidade de fazer inveja ao mais acérrimo dos britânicos, sete dos nove elementos da equipa BTT, que representaram as cores do Grupo Desportivo na Maratona de Alpiarça, organizada pelo Clube Desportivo “ Os Águias de Alpiarça", encontraram-se junto às torres de Lisboa bem cedo, pelas 7.00h da manhã.

Colocadas as bikes nos 3 carros que fizeram a viagem, foi o momento para a primeira foto de grupo, depois disso, foi só acelerar, sempre dentro dos limites de velocidade impostos pelas leis, até Alpiarça, onde chegámos à hora prevista 8.30h.

Em Alpiarça sentimos logo o frio matinal, mas também a quente brisa de uma cidade apaixonada pelo ciclismo nas suas variadas modalidades.

A primeira surpresa estava guardada para o momento de entrega dos dorsais já que as recordações oferecidas pela organização deixaram-nos estupefactos, o magnifico relógio de parede e a máquina fotográfica (sem rolo) fizeram as nossas delícias, sendo que a pergunta que se ouvia era: “Mas para que raio quero eu isto??”

Seguiu-se mais um momento Kodak (já se pode dizer esta marca porque a empresa faliu, talvez por isso a máquina fotográfica oferecida pela organização não trazia rolo) dos sete elementos que partiram de Lisboa e para tal pedimos a colaboração de dois Alpiarcenses, pessoas que simpaticamente e para nossa surpresa, recusaram tirar a foto. Tivemos então de usar uma estratégia mais agressiva e utilizar a força, obrigando um terceiro transeunte mediante ameaças de morte, a registar o momento.

Já com os dorsais e devidamente equipados para a prova foi altura de nos encontrarmos com mais 2 elementos que iriam completar a nossa equipa, entre os quais o nosso ponta de lança da Meia Maratona (40 km), o Jonas que terminou a prova com um magnífico tempo de 2.01h.

Antes do início da prova faziam-se apostas de quem conseguiria ficar à frente do prestigiado Marco Chagas (vencedor de 4 voltas a Portugal em bicicleta), eu não consegui ficar à frente, mas na foto consegui ficar ao lado dele.

A prova, que aparentemente era composta por um traçado fácil e sem grandes elevações, acabou por se revelar mais dura do que se pensava, em virtude das subidas de pedra solta e da muita areia que está reservada para os últimos 3 Km.

Apesar disso todos concluímos a prova, uns com melhor tempo que outros e destaca-se a participação do Jordão (que rima com campeão) na Maratona e que na primeira volta (40 km) fez um tempo canhão de 1.46h, terminando os 80km da prova com 3.44h um tempo invejável , alcançando o 11º lugar na sua categoria.

Terminada a prova foi altura do refrescante banho, ou melhor do banho de gelo, já que a organização tinha reservado mais uma surpresa, uma vez que, por obrigações impostas pela Troika, foi cortada a água quente, mas como o Tuga resiste a tudo, e um banho de água fria nunca fez mal a ninguém, lá cerrámos os dentes e limpámos o pó das pernas.

No repasto aguardava-nos uma magnífica sopa da pedra, um pão regional de comer e chorar por mais, acompanhado por umas entremeadas e costeletas bem rijas, que só foram digeridas à custa de alguns jarros de cerveja e outros tantos de vinho da região.

Em resumo, foi uma fantástica manhã de BTT na magnífica região da Lezíria.

A próxima Maratona é dia 15 de Abril em Tomar e até lá bons treinos, que alguns como eu, bem precisam.

Por Carlos Morais, 15-03-2012




Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos