Pesquisa

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
8
6
7
 

Página Inicial > Cultural >

imprimir
Caminho de Fátima, pela orla marítima
Crónica das três primeiras etapas

Há muito que pretendia fazer esta caminhada, por mim, pela minha mãe, pela minha avó! Ambas já falecidas e com uma devoção e fé pela Nossa Sra de Fátima, algo que não tem explicação, apenas se sente, respeita-se e aceitamos, um Amor de verdade incondicional!

A minha mãe.... é a minha inspiração! A minha força de viver!
Não fiz nenhuma promessa, apenas sentia que tinha de o fazer!

Assustava-me o facto de largar o trabalho, as minhas filhas, durante dias seguidos e sem estar minimamente preparada, sem ter a certeza de que a minha forma física, seria a ideal para fazer isto.

Depois de várias pesquisas, descobri o grupo Raizes de Fátima, assisti a alguns videos e testemunhos de quem já teria participado nesta aventura.
Percebi logo que esta seria a melhor opção para mim.

O percurso por etapas, separadas de duas em duas semanas, com tempo para recuperar entre cada etapa.
Não teria de "abandonar" o trabalho ou tirar férias para tal.

E esta parceria entre a Raizes de Fátima e o Grupo Desportivo BPI é a junção perfeita.

1° Etapa - Sintra - Mafra + 23 km

Eu que moro no Concelho de Sintra há mais de 20 anos, achava que o conhecia na perfeição.

Nesta etapa passámos caminhos que nunca antes tinha visto, deixando para trás uma vista fabulosa, sobre a serra e o Palácio da Pena. Passámos caminhos cheios de lama e pedras, subimos a serra de Mafra ….

Confesso que até Cheleiros estive muito bem, mas dali até chegar a Mafra, já só queria ver o fim! Pensava para comigo: se eu aguentar isto... convidem me para atravessar o Gerês!

Mas para a frente é que é caminho e o Convento de Mafra era o nosso destino nesse dia chuvoso.

Percebi ali, finalmente, uma modalidade de desporto que eu seria capaz de levar a sério. Nunca fui adepta de ginásios, nem nunca me identifiquei com nenhum desporto especificamente.

Agora sim... encontrei o meu desporto.

2° Etapa – Mafra - Torres Vedras + 24 km

Caminho desafiante, uma etapa dura e longa!
O verde dos campos, paisagens lindas, imagens que ficam na nossa memória.

Um caminho difícil, o calor apertou.
Aqui se viu, a importância da união, do espírito de equipa. Ninguém é melhor que os outros, ninguém fica para trás.
Caminhamos ao ritmo necessário, e em função das capacidades físicas de todos.
Seguimos juntos.

3° Etapa - Torres Vedras - Bombarral + 29 km

Neste dia, quando o despertador tocou de madrugada, a chuva lá fora caia torrencialmente. E no quentinho da cama pensei: "onde é que eu me vou meter!!!"

Se eu podia ter ficado em casa? Podia, mas não ia ter a oportunidade de passar um dia cheio de aventura, e surpresas como este, na companhia de pessoas fantásticas.

Ao frio, chuva, com pedras, lama... estes 29 km foram desafiantes ao longo de todo o percurso.
Atravessámos um batatal, pomares, vinhas, pinhais, hortas, o rio, a linha do comboio....

Usamos o casco (cortiça) de uma árvore, para atravessar um riacho.... Mais uma vez, foi notório, a importância do trabalho de equipa!
Luísa e Alice, vocês são a melhores Guias, e eu sou vossa fã!

Este é o meu escape, aqui, eu desligo a "ficha", sou só eu, o campo e os meus companheiros de caminhada.
Aquele que pode ser um desgaste físico, é de certa forma, o recarregar de bateria, limpar a mente, respirar ar puro...

O contacto com a Natureza foi sempre algo que me fascinou, desde sempre.
Ainda bem que vos encontrei.

Que venha a próxima etapa

Por Célia Gouveia, 21-04-2024




Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos