Pesquisa

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
9
0
8
 

Página Inicial > Cultural >

imprimir
Em Cartaz
Vá ao Teatro

Teatro da Trindade
Descontos: maiores de 65 anos, sócios do Inatel e pessoa com deficiência e acompanhante –10%
Informação sobre descontos e reservas: E-mail – bilheteira.trindade@inatel.pt; telefone – 21 342 00 00

Sala Cármen Dolores

O Diário de Anne Frank

De 3 de Setembro a 13 de Novembro
às 21.00h de quarta-feira a sábado
às 16.30h ao domingo
M/12 anos

Imaginem-se escondidos num sótão. Imóveis. Silenciosos. Durante dois anos. Privados da vossa liberdade, porque lá fora reina a morte.

Anne Frank tinha apenas 13 anos quando foi lançada a este cruel desafio, juntamente com os seus pais, irmã, um casal amigo com um filho, e um homem. Destas oito pessoas, sobreviveu apenas uma – Otto Frank, pai de Anne Frank – que mais tarde decidiu dar a conhecer ao mundo o diário da sua filha, morta num campo de concentração com apenas 15 anos.

Nesse diário, a jovem Anne descreve-nos o período em que sobreviveu à perseguição nazi, que, entre 1941 e 1945, matou mais de 6 milhões de judeus, e deixa-nos um testemunho pleno de resiliência e esperança que continua a inspirar gerações até aos dias de hoje.
Versão: Frances Goodrich e Albert Hackett
Tradução: Ana Sampaio
Encenação: Marco Medeiros
Intérpretes: Anabela Moreira, Beatriz Frazão, Carla Chambel, Catarina Couto Sousa, Diogo Mesquita, João Bettencourt, João Reis, Paulo Pinto, Rita Tristão da Silva e Romeu Vala

Sala Estúdio

Jesus, o Filho

De 15 de Setembro a 30 de Outubro
às 19.00h de quarta-feira a domingo
M/16 anos

O espectáculo Jesus, o Filho retrata o transtorno hikikimori; o isolamento, a exclusão social e a morte (in)voluntária. A vida é uma sucessão de perdas: dos sonhos, da coragem, da identidade, da liberdade.

O agressor da sociedade positivista contemporânea tornou-se invisível: Jesus foge e refugia-se em casa. Mas haverá um lugar seguro?

Jesus, o Filho, sacrifica-se na esperança de se (nos) salvar; o sacrifício materializa-se através da confissão e do abandono progressivo do discurso. O espectáculo apresenta, como estrutura dramatúrgica/cénica, os passos da confissão: o exame de consciência, o arrependimento, a confissão e o cumprimento da penitência. O sacrifício íntimo de Jesus, o Filho, no espaço público da cena, é o acto de rebelião esperado; o combate para recuperar a identidade perdida no massacre desleal da vida quotidiana. Mas, redentora, a confissão não perde nunca a faceta dura do interrogatório: a exposição, a humilhação e a violência.

Texto e encenação: Elmano Sancho
Intérpretes: Elmano Sancho, Joana Bárcia e Vicente Wallenstein
Espaço cénico: Samantha Silva
Desenho de luz: Pedro Nabais
Co-produção do Teatro da Trindade – Inatel, Loup Solitaire, Casa das Artes de Famalicão, Teatro Municipal de Bragança

Teatro Politeama

Descontos para maiores de 65 anos. Nota: informe-se das condições junto do teatro
Poderá efectuar a reserva através dos números: 21 340 57 00 e 96 440 90 36

Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos
às 20.30h à quarta, quinta e sexta-feira
às 17.00h e 20.30h ao sábado;
às 17.00h ao domingo

Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos é baseado na obra-prima de Pedro Almodóvar, tendo como protagonistas Paula Sá, Rita Ribeiro, Carlos Quintas, Filipa Cardoso, Bruna Andrade, João Frizza, Filipe de Albuquerque, Élia González, Fernando Gomes, Rosa Areia, Samuel de Albuquerque, Paulo Miguel Ferreira, Jonas Cardoso, Paula Marcelo, além de 8 bailarinos coreografados por Marco Mercier, uma orquestra ao vivo dirigida pelo maestro Miguel Teixeira, e direcção vocal de Tiago Isidro.

Representado com o maior sucesso em todos os palcos do mundo, com texto de Jeffrey Lane e música original de David Yazbek, considerado um dos melhores compositores da Broadway de todos os tempos, Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos, foi galardoado com 3 Tony Awards, entre os quais Patti LuPone como melhor actriz secundária e melhor música original.

Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos é uma comédia alucinante em que o labirinto de paixões almodovarianas provoca as mais hilariantes situações na atmosfera de Madrid dos anos 80.

Por Pilar Batoréu, 5-08-2022




Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos