Revista Impressos Quero ser Sócio Área Pessoal Galeria Biblioteca Pesquisa Newsletter

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
 

Página Inicial > Cultural >

imprimir
Serralves em Luz
Uma visita memorável e enriquecedora

No dia 11 de Setembro, pelas 21 horas e 30 minutos, dois grupos constituídos por sócios e seus familiares, do Grupo Desportivo, visitaram os jardins da Casa de Serralves, para se deslumbrarem com a exposição “Serralves em Luz”, concebida pelo visionário artista Nuno Maya.

Em colaboração com a equipa do Parque de Serralves, este artista com vasta obra e reconhecimento a nível nacional e internacional, recorre a variadas fontes de luz como o LED, o halogénio, o laser e o vídeo, para proporcionar uma surpreendente experiência visual e sensorial, ao longo de 3 Km de percurso pelo parque.

A atenção do grupo começou por ser chamada para a cor rosa da Casa de Serralves, contrastante com a sua iluminação azul-esverdeada interior, que estabelecia uma ligação com as fontes e tanques de água, que se estendem em sentido descendente até ao grande lago, cuja ilha é iluminada dinamicamente pelos tons do fogo.
Em frente à casa, puderam maravilhar-se com a gigantesca escultura de uma aranha, que simbolizava a capacidade reconstrutora e protetora de uma mãe, e noutra área do parque, puderam observar outra escultura que representava o tronco de uma árvore morta, cujo interior, esculpido com muito detalhe e realismo, podia ser atravessado.
Esta representação de um tronco gigantesco e oco, chamava a atenção dos visitantes para os efeitos devastadores da poluição e desflorestação no nosso planeta.

Ao longo do percurso, e graças a fontes de luz colocadas em pontos estratégicos, o grupo pôde contemplar as sombras das árvores, de porte por vezes gigantesco e a projeção dos seus ramos, e sentir os líquenes que se desenvolvem nos seus ramos e troncos, bem como a pilosidade das suas folhas.

Na Alameda dos Liquidâmbares, e no bosque das Ginko Biloba, puderam observar a mudança sequencial e dinâmica da tonalidade destas árvores, consoante as estações do ano, e numa parte menos iluminada do parque foram surpreendidos por milhares de luzinhas amarelo-esverdeadas, que piscavam e esvoaçavam sobre a vegetação, fazendo lembrar os pirilampos que são cada vez menos visíveis nas grandes cidades.

Mais à frente, numa vasta área descoberta, o grupo maravilhou-se com um espetáculo atmosférico de lazer sobre fumo, que lhes permitiu circular sob um teto de cores aquosas intensas e variadas.
Posteriormente, caminhando pelo Treetop Walk, ao nível da copa das árvores, observaram “luas” de luz de diferentes tamanhos, que iluminavam as árvores e projetavam as suas sombras até ao chão.
O grupo foi, ainda, surpreendido pelo que parecia um “campo florido”, iluminado por mais de mil luzes LED que brilhavam de forma colorida e subtil.

A visita terminou com uma projeção vídeo em alta resolução, de folhas e flores gigantescas, representando alguns elementos orgânicos do parque, e com a passagem por um “túnel” de luzes dinâmicas que acompanhavam o ritmo de sons musicais.

Na opinião dos participantes, foi uma visita memorável e enriquecedora, que despertou a sua atenção para pormenores da natureza e arquitetura do parque que, habitualmente passam despercebidos.

A não perder!

Por Rute Gonçalves, 18-10-2021




Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos