Revista Impressos Quero ser Sócio Área Pessoal Galeria Biblioteca Pesquisa Newsletter

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
 

Página Inicial > Cultural >

imprimir
Caldas da Rainha e Óbidos
Alegria e boa disposição com muitas recordações

A vila de Óbidos é um daqueles lugares de paragem obrigatória para visitar, ou revisitar, um encanto para os olhos e um inesgotável convite para as máquinas fotográficas.

Edificada sobre os alicerces de uma cidade murada luso-romana, esta vila foi conquistada aos mouros por D. Afonso Henriques em 1148, e recebeu o primeiro foral em 1326, pela mão da rainha Santa Isabel.

No entanto, apesar da sua antiguidade, Óbidos tem resistido às diversas conjunturas históricas, conservando um aspecto pitoresco que tem o condão de nos transportar a remotas épocas de antanho.

Com efeito, o casario branco de Óbidos, separado por estreitas e sinuosas ruas empedradas, de características medievais, está envolvido por uma vetusta muralha do tempo de D. Fernando, bem como pelo castelo, mandado construir por D. Dinis.

As imponentes muralhas contrastam com a suave brancura das casas e com as cores variegadas das flores e das trepadeiras que ornamentam as suas varandas e fachadas, o que dá a Óbidos um aspecto feérico, quase irreal.

A deslumbrante Foz do Arelho, com a sua magnífica praia de areais imensos, onde as mansas águas adquirem tons azuis e prateados, à luz do sol, fez igualmente parte do nosso itinerário.

Por João Gouveia, 8-11-2014




Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos