Pesquisa

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
8
6
7
 

Página Inicial > Pesca >

imprimir
XLIV Campeonato Interbancário de Pesca Desportiva de Mar
Ventos fortes, força do mar e ondulação dificultaram o concurso

Não foi um dia fácil: algum vento de Norte a complicar a pesca em algumas zonas e principalmente a força do mar, com ondulação de cerca de três metros, não permitiu que se pescasse na maioria dos pesqueiros habitualmente utilizados.

Nestas condições, a escolha do pesqueiro foi determinante, e apesar das dificuldades e dos muitos banhos à mistura, foi a captura de quatro sargos de bom tamanho e de quatro grandes tainhas, uma das quais com peso superior a um quilo e setecentos gramas, que veio a ser o maior exemplar do dia, que permitiram ao Carlos Brandão encabeçar a classificação da prova.

Colectivamente, acabámos no terceiro lugar, já que os restantes elementos da equipa revelaram muitas dificuldades em adaptar-se às condições do mar e terminaram em classificações modestas.

No momento da pesagem, foi possível comprovar que a grande maioria das capturas era constituída por tainhas, na maioria de bom porte e também por sargos em número razoável e de tamanho mediano.

O campeonato tem a sua segunda prova, em meados de Abril, na zona de Porto Covo. Esperamos que aí o Carlos Brandão volte a confirmar o bom momento, assim como a recuperação dos restantes membros da equipa para classificações mais condicentes com o seu real valor.

Até lá, boas pescas!

Por José Duarte, 11-05-2024




Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos