Revista Impressos Quero ser Sócio Área Pessoal Galeria Biblioteca Pesquisa Newsletter

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
 

Página Inicial > Férias e Viagens >

imprimir
Convívio de Reformados à descoberta de Portugal
De Bragança à Mealhada

Conforme é apanágio do Grupo Desportivo, realizou-se o passeio de reformados entre os passados dias 13 e 20 de Setembro.

Começámos em Bragança e finalizámos na Mealhada, último almoço do grupo.

Neste espaço visitámos Bragança, Miranda do Corvo, Miranda do Douro, onde fomos presenteados com um jantar, no Hotel Parador de Santa Catarina, cuja essência foi assistir à exibição de um memorável grupo de pauliteiros. Contemplámos a paisagem única do Douro vinhateiro, cujas imponência e graciosidade são extraordinárias. Ao visualizar tal impacto ambiental, senti-me pequenino!!!

Bom, na Covilhã dormimos no Puralã Wool Valley Hotel, um verdadeiro spa. Após o repouso do guerreiro, fomos engolidos por quilómetros e quilómetros de estrada que nos levou a visitas guiadas ao Museu de Cargaleiro, ao Museu das Tapeçarias, «para deleite das senhoras» e ao Museu de José Régio.

Em Campo Maior, visitámos o Museu do Café, onde se entrelaça a qualidade das várias variedades de café, com a explicação virtual do início do conhecimento do café até aos nossos dias e ainda a especificidade assaz cuidadosa da árvore do café, que tinha vertentes muito específicas: quanto a temperatura, humidade e meio ambiente, e que convido todos a visitar.

Entretanto, foi banida da minha mente a vista ao Museu Militar de Almeida e a Olivença, cidade de eterna disputa política entre os dois países ibéricos. Após esta explanação fomos a Elvas e jantámos em Vila Fernando. Este restaurante é propriedade de uma família composta pelo dono, esposa e filha, que, apesar de ter sofrido uma operação profunda à garganta, nos brindou com vários fados, acompanhado por um amigo à viola.

No dia seguinte fomos a Alter do Chão, onde visitámos a Coudelaria de Alter, simplesmente magnífica! Na visita guiada pelas várias áreas, como a sala de troféus, falcoaria, picadeiros (2) e várias áreas dedicadas aos cavalos, foi possível ver os potros, as éguas, os cavalos para venda (os mais novos eram vendidos a partir dos 25 mil euros), e garanhões reprodutores, um deles seria vendido por 1 milhão de euros. Esta coudelaria dá sentido, indelével, ao magnífico cavalo lusitano. Depois deste cenário equídeo de reputação mundial, fomos para o último almoço na Mealhada.

Com isto me despeço com um... até breve!

Por José Rebelo, 8-11-2021

Fim de Verão, temperaturas amenas, partimos do Porto para mais um inesquecível Convívio de Reformados, revendo colegas e amigos e recordando histórias.

De Bragança à Mealhada na redescoberta de Trás-os-Montes, ao Alentejo viajando por um Portugal tão esquecido, mas riquíssimo de sabores, tradições, monumentos e gente simpática, e depressa esquecemos o stress e as filas de trânsito.

Começámos com um delicioso almoço no D. Roberto, perto de Bragança, pernoitámos no Parador de Sta. Catarina em Miranda do Douro.

Começou a epopeia do ar puro, boa mesa, bons hotéis, museus emblemáticos, o Hotel Woll Valley na Covilhã é por si só um verdadeiro museu dedicado à arte dos lanifícios, oito dias para recordar.

Resta-nos agradecer o apoio do Grupo Desportivo e desejar um... até para o ano!

Por Helena Reis, 8-11-2021




Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos