Secretaria   Galeria   Biblioteca   Pesquisa   Contactos
 
ApresentaçãoSobre nósRevistaImpressosAdmissão de SócioNewsletters

Recreativo
Calendário
Cultura
Desporto
Férias e Viagens
Parceiros
Vida Associativa
 

Página Inicial > Férias e Viagens >

imprimir
O México maravilhoso
Uma viagem cheia de história e estórias

Como curiosidade, o México é independente desde 1821, tem como língua oficial o castelhano, é uma república católica predominante, presidencialista, denominada oficialmente por Estados Unidos Mexicanos (32), o actual presidente é Andrés López Obrador, ocupa cerca de 2 milhões de km2 de território, com uma população de 119 milhões de pessoas, salário mínimo de 53 pesos mexicanos, valendo 1 euro aproximadamente 20 pesos.

Visitámos em primeiro lugar a cidade do México, com 23 milhões de pessoas na sua área metropolitana, 8 milhões na cidade. Chegámos a esta capital na celebração festiva dos mortos, com toda a gente disfarçada de caveira. Para os mexicanos, a lembrança dos seus mortos é de alegria. Este facto influenciou de alguma maneira a impressão positiva que passei a ter perante a morte e as caveiras.

Visitámos a Catedral Metropolitana, o Palácio Nacional com os belos murais de Diego Rivera, o Templo Mayor dos Aztecas, e o Museu de Antropologia e o Santuário de Guadalupe. Fomos também a Teotihuacán, onde visitámos o templo de Quetzalcoati, a Cidadela, a Calçada dos Mortos, a Pirâmide do Sol e da Lua e o Templo de Quetzal-Papaloti. No regresso à cidade do México tivemos um jantar com espectáculo de mariachis.

Seguimos para Tuztla Gutiérrez, capital do estado de Chiapas; San Cristóbal de las Casas, urbe dominada pelas cores fortes da indumentária maia, com muitas paisagens montanhosas; a aldeia de San Juan Chamula e o imponente Cányon del Sumidero, desfiladeiro com 1000 m de altura sobre as águas do rio Grijalva, que observámos durante uma viagem de barco. Vimos a igreja de Santo Domingo em estilo barroco, e o mercado local, onde os índios vão vender os seus produtos; visitámos duas comunidades indígenas autóctones.

Chegámos a Palenque, zona arqueológica maia, revelada pela sua arquitectura, escultura, baixos-relevos e Pirâmide das Inscrições, com o palácio do rei Pakal no seu interior. Durante este trajecto parámos nas cascatas Misol-Há. Descemos para a península do Iucatão, para a cidade histórica fortificada de Campeche, visitando a zona arqueológica do Uxmal, observando a Pirâmide do Adivinho, o Quadrângulo das Monjas, o Palácio do Governador e um museu vivo do cacau. Seguimos para Mérida, parámos no zócalo (parque frente à praça principal) e observámos os principais monumentos Paseo de Montejo, Monumento à Pátria, Catedral e Palácio do Governo.

Prosseguimos para a zona arqueológica de Chichen Itza, uma das maravilhas do mundo, com a pirâmide escalonada Templo do Kukulcán, em honra do Deus-Sol. Visitámos também o Observatório, o Templo dos Guerreiros, o Convento das Monjas e o Cenote, um buraco muito profundo com água, que foi aproveitado para um mergulho por parte de alguns corajosos.

Por fim chegámos à Riviera Maya. Tivemos oportunidade de fazer uma excursão ao Parque Xcaret, arqueológico e onde se faz uma viagem através do México. Assistimos a uma dança maia tradicional, fizemos mais uma viagem de barco, e à noite tivemos um espectáculo deslumbrante –Xcaret México Espectacular –, uma celebração com 300 artistas que nos transporta através da história do México, com música, cor e representação, e incluindo o jogo da bola tradicional dos maias.

Em suma, uma viagem muito agradável, bem conseguida, cansativa, mas que se recomenda.

Por Carlos Galvão, 6-02-2020




Politica de Privacidade Secretaria Biblioteca Contactos