Pesquisa

Calendário
Recreativo
Desportivo
Cultural
Férias e Viagens
Vida Associativa
Parceiros
9
4
0
 

Página Inicial > Espectáculos >

imprimir
Em Cartaz
Vá ao Teatro

Teatro da Trindade

Descontos: 10% – maiores de 65 anos, sócios do Inatel e pessoas com deficiência (e acompanhantes).
Informação sobre descontos e reservas: e-mail: bilheteira.trindade@inatel.pt; telefone: 21 342 00 00
Nota: Confirme junto do teatro as datas e os horários dos espectáculos

Sala Estúdio

O Beijo da Mulher Aranha
De 14 de Abril a 5 de Junho
Às 19.00h de quarta-feira a domingo
M/18
Numa prisão, sob um regime ditatorial, uma cela com dois prisioneiros. Molina, um homossexual com um lado feminino intenso, é colocado pelo director da cadeia numa cela com Valentín, um guerrilheiro e preso político, esperando, desta forma, obter informações sobre as actividades revolucionárias.
Apesar das suas diferenças, o universo de fantasia de um e o sofrimento físico do outro acabam por aproximá-los, e, contra todas as expectativas, desenvolvem uma cúmplice amizade, que nos dará uma profunda dimensão do que é o ser humano.
De: Manuel Puig
Versão portuguesa:
Dramaturgia: Ângela Pinto e Hélder Gamboa
Encenação: Hélder Gamboa
Intérpretes: João Jesus e Diogo Mesquita

Sala Cármen Dolores

O Amor É tão Simples
Até 28 de Junho
Às 21.00h de quarta-feira a sábado
Às 16.30h ao domingo
M/12
Guilherme de Andrade é um famoso actor com uma vasta legião de fãs, que, atraídos pelo seu charme e carisma, transformam a sua casa num verdadeiro caos. Na semana antes de partir para uma digressão em África, vê-se obrigado a lidar com a sua devota comitiva: a secretária, a sua ex-mulher, uma jovem actriz apaixonada e cheia de ambições, um desequilibrado aspirante a dramaturgo, a mulher do melhor amigo determinada em seduzi-lo, o seu agente, o seu produtor, o mordomo e a governanta.

Simultaneamente, Guilherme sente-se atormentado por uma crise de meia-idade, que insiste em manifestar-se sempre que se olha ao espelho.

De: Noël Coward
Tradução: Ana Sampaio
Encenação: Diogo Infante
Figurinos: José António Tenente
Música: Nuno Rafael
Interpretes: Diogo Infante, Ana Brito e Cunha, Ana Cloe, Cristóvão Campos, Flávio Gil, Gabriela Barros, João Didelet, Miguel Raposo, Patrícia Tavares e Rita Salema


Teatro Aberto

Informações e reservas: 21 388 00 89
Nota: Confirme junto do teatro as datas e os horários do espectáculo

Sala Vermelha

Os Filhos
Estreia 21 de Abril
Às 21.30h de quarta-feira a sábado
Às 16.00h ao domingo
Hazel e Robin são um casal de físicos nucleares reformados. Mudaram-se para uma pequena casa depois de um acidente na central nuclear onde trabalhavam ter contaminado a área circundante com radioactividade. Embora façam racionamento de água e electricidade, procuram manter as rotinas e levar uma vida tão normal quanto possível. Um dia recebem a visita de Rose, uma antiga colega, que lhes vem propor um regresso ao trabalho para repararem os danos causados pelo acidente. Estarão Hazel e Robin dispostos a tanto? A que custo?

De: Lucy Kirkwood
Encenação: Álvaro Correia
Cenários: André Guedes
Figurinos: Ana Paula Rocha
Desenho de Luz: Manuel Abrantes
Intérpretes: Custódia Gallego, João Lagarto, Maria José Paschoal


Teatro Nacional D. Maria II
Informações e reservas: 21 325 08 35
Nota: Confirme junto do teatro as datas e os horários do espectáculo


Morte de um Caixeiro-Viajante
De 6 de Maio a 5 de Junho
Às 19.00h de quarta-feira a sábado
Às 16.00h domingo
M/12
Estados Unidos, anos 40. Estamos no sonho americano, o ideal de self-made man e o mito do sucesso. Willy Loman quer dar o mundo aos seus filhos, quer que o conquistem.

Depois de 34 anos a trabalhar como caixeiro-viajante, vê os seus sonhos desvanecer-se, perdendo o chão e, consequentemente, a noção de realidade – uma tragédia moderna do cidadão comum, que encontra na impotência do fracasso a derradeira violência.

Escrita no imediato pós-guerra, é um sentido requiem por uma sociedade que se baseia no triunfo individual, na competição, na exploração. Um requiem pelo capitalismo. E um dos retratos mais magoados do Sonho Americano. E agora, que outras crises do capitalismo se abatem sobre as nossas vidas? E agora, que estamos metidos nisto? E agora, que é feito de nós?

De: Arthur Miller
Encenação: Jorge Silva Melo
Tradução: Ana Raquel Fernandes, Rui Pina Coelho
Interpretes: Américo Silva, Ana Amaral, André Loubet, António Simão, Hélder Braz, Joana Bárcia, Joana Resende, José Neves, Paula Mora, Pedro Baptista, Pedro Caeiro, Rita Rocha Silva, Tiago Matias

Por Pilar Batoréu, 6-05-2022




Apresentação Sobre nós Politica de Privacidade Contactos