Secretaria   Galeria   Pesquisa   Mapa do Site   Contactos
 
ApresentaçãoSobre nósRevistaImpressosAdmissão de Sócio

Recreativo
Calendário
Cultura
Desporto
Férias e Viagens
Parceiros
Vida Associativa
 

Página Inicial > Desporto >

imprimir
Passeio ao Douro Litoral
Com os familiares dos pescadores

A secção de Pesca organizou um fim de semana com os familiares dos pescadores, no passado dia 27 de maio, numa manhã de um dia em que a meteorologia anunciava aguaceiros, mas a viagem decorreu sem que se visse pingo de chuva.

A primeira paragem foi na cidade de Amarante, onde saboreámos alguma doçaria da região, numa convidativa esplanada sobre o rio Tâmega, antes de visitar o museu da cidade. Aí fomos conhecer a arte que se faz, ou se fez, nomeadamente por Amadeu de Sousa Cardoso, insígne amarantino do século passado. Numa sessão que nos pareceu curta, o cicerone explicou cada um dos traços das pinturas e mostrou a evolução do artista durante a sua vida.

Em seguida encaminhámo-nos para o imponente mosteiro de São Gonçalo onde nos foi contada a história, da sua fundação e a associada a cada uma das capelas que o compõe.

Esperávamos uma volta por alguns ex-libris da cidade mas o tempo já era pouco e tivemos que voltar à estrada.

A paragem seguinte foi no Convento de Alpendurada. Visitámos o vetusto monumento e desfrutámos das vistas espectaculares das suas varandas, além de uma refeição de cabrito assado em forno a lenha de fazer lamber os dedos.

Regressamos à estrada novamente e após uma curta paragem de descanso, na marina de Entre-os-Rios, dirigímo-nos para o Palace Hotel & SPA nas Termas de São Vicente em Penafiel, onde jantámos e pernoitámos. No domingo de manhã, usufruímos da excelente piscina termal e após o almoço prosseguimos a viagem.

A última, mas para mim uma das melhores paragens, foi na Quinta da Aveleda, onde visitámos os maravilhosos jardins, fizemos uma prova de vinhos e queijos e conhecemos um pouco melhor a história da família que detém um império crescente há quase 200 anos.

Foi quase com tristeza que regressámos ao Porto, os olhos cheios das maravilhas deste nosso Portugal em geral e do nosso Douro Litoral em particular.

Por Manuel Amaro, 9-06-2017